Sai pra lá, inadimplência! 3 dicas interessantes para evitar a inadimplência de alunos.

inadimplencia_de_alunos

Se você acha que a inadimplência de alunos na sua instituição de ensino está acima da média, é porque vivencia a mesma situação de grande parte do segmento educacional. Escolas, faculdades e até centros de idiomas lidam com os efeitos negativos que o alto índice de inadimplência gera na sua receita, além dos ruídos no relacionamento, seja com os próprios alunos ou com os seus responsáveis. Pois é, a situação, inúmeras vezes, torna-se insustentável ou constrangedora, né?

Segundo a Confederação Nacional dos Estabelecimentos de Ensino (Confenen), a média de inadimplência de alunos nas escolas nos dois últimos anos atingiu 16,6%, um número que se excede o “normal” e compromete a saúde financeira da instituição de ensino. A 11ª Pesquisa de Inadimplência realizada pelo Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior (Semesp) identificou que o crescimento da inadimplência de alunos nesse setor se manteve crescente: 9% em mensalidades com atraso acima de 90 dias. Em São Paulo, região que concentra mais da metade das matrículas, foi registrado um aumento de 15,8% na inadimplência acima de 90 dias.

Dá para evitar a inadimplência de alunos? Não, mas existem dicas sustentáveis que apoiam na redução da inadimplência, como por exemplo:

1. Oferecer opções de pagamento: hoje em dia, as pessoas aderem à forma mais prática de realizar o pagamento, que é uma escolha particular de cada um, varia conforme a sua rotina (boleto, aplicativo, código de barras no WhatsApp, e-mail, disponibilização no site etc.), e as diferentes alternativas aumentam a chances de pagamento;

2. Um lembrete cai bem: receber lembretes no WhatsApp, por e-mail ou até por uma URA interativa (por que não abusar da tecnologia?), sem dúvida alguma, é uma das dicas mais importantes que podemos dar a você, porque, quando essa ação é planejada e acompanhada, gera resultados efetivos, além de ser uma ótima oportunidade de se relacionar com os seus clientes (#ficaadica); e

3. Quem não gosta de descontos? Isso pode ser benéfico tanto para o público quanto para a própria instituição, pois a flexibilidade na negociação de descontos para pagamentos antecipados é uma excelente estratégia de incentivo e também pode contribuir fortemente para a redução da inadimplência de alunos.

Claro que essas são apenas algumas dicas, hoje, as instituições de ensino encontram no mercado da educação alternativas, tecnologia e projetos que atuam fortemente na redução da evasão. Se quiser se aprofundar no tema, fale com a nossa equipe e entenda como a cobrança pode ser legal.

Até logo!

Grupo Unite

 Fonte: Semesp